sexta-feira, 16 de setembro de 2016

Andiamo, Epifania!


Na próxima segunda-feira a equipe da Epifania Filmes viaja à Itália.
O curta-metragem realizado para a última edição do Histórias Curtas, da RBS TV, em 2015, Pra Ficar na História - Villa Fitarelli, que ganhou os prêmios de Melhor Montagem, para Alfredo Barros, e Melhor Direção, para Boca Migotto, agora, vai longa para a Globo News.
O projeto conta a história de Henrique Fitarelli, um ex-veterinário de Garibaldi que, hoje, trabalha com restauro de móveis antigos e constrói, no interior da cidade, um parque temático para resgatar e preservar a memória da imigração italiana na região no final do século XIX.



A Villa Fitarelli, como já é conhecida em todo o Brasil, será um museu etnográfico que servirá para levar o visitante de volta ao passado, a fim de conhecer ambientes como um antigo armazém, uma ferraria, uma vinícola, uma igreja, um moinho e outras estruturas, exatamente com as mesmas funcionavam no período da colonização.
A Epifania Filmes apresentou o projeto para a Globo News que, em parceria com a Globo Filmes, aceitou co-produzir a versão longa-metragem dessa história a qual, a partir da semana que vem, iniciará a segunda fase de gravações na região do Vêneto, na Itália. Após o retorno da terra de onde vieram a maioria dos imigrantes da Serra Gaúcha, o projeto terá, ainda, mais uma fase de gravações em Garibaldi.
 
Na Itália, Fitarelli visitará museus, famílias, cidades e paisagens que o ajudarão a resgatar a história dos seus antepassados, realizando, a partir disso, uma reflexão crítica sobre a imigração, a preservação da memória e da cultura, tanto aqui no Brasil como na Itália.
O documentário versão longa-metragem ainda não tem título definido, mas será a segunda produção que aproximará a Epifania Filmes da produtora italiana Jenga Films, de Pádova. Em 2011 as produtoras se uniram na produção da primeira série de ficção da RBS TV gravada no exterior, Sapore d'Italia. O diretor Boca Migotto e a produtora Mariana Mêmis Muller, assim como o Diretor de Fotografia Bruno Polidoro, reencontrarão Christian Cinetto e Marta Ridolfi em mais esse projeto que terá o Vêneto como cenário. A produção executiva ainda conta com Fabiano Flores, que junto com Mariana, assina a produção geral no longa.

O montador premiado pelo curta-metragem que deu origem ao projeto, Alfredo Barros, segue no projeto, montando a versão longa-metragem, agora com a parceria do montador Alberto Feoli. Essa será a primeira aproximação da Epifania Filmes com a Talho, produtora que tem, ainda, Silvia Baptista como sócia e coordenadora geral.
A previsão de lançamento é para o início de 2017, pela Globo Filmes, e o documentário será exibido nos cinemas para, depois, ganhar espaço na grade da Globo News e Canal Brasil. Acompanhe as notícias sobre as gravações na Itália e na Serra Gaúcha através do nosso blog e nossa página no Facebook.

quarta-feira, 25 de maio de 2016

"Às Margens" e "Horas"

Nesse mês de maio de 2016 a Epifania Filmes está finalizando dois novos curtas-metragens. Ambos devem entrar no Circuito de Festivais no segundo semestre de 2016. A curiosidade, porém, é que ambos os filmes foram gravados em 2015, cada um na cidade natal de um dos sócios da produtora.

Às Margens foi gravado entre agosto e setembro em Carlos Barbosa, cidade natal de Boca Migotto. O documentário conta a história de Tieppo, um artista que, isolado, vive às margens de uma sociedade que não reconhece sua arte. O documentário foi dirigido pelo próprio Boca Migotto, produzido por Mariana Mêmis Müller, com som direto de Juan Quintáns, montado por Alfredo Barros e Bruna Skrzypek Badalotti e finalizado por Roberto Valduga.

Já em "Horas", a produtora discute questões como isolamento, aprendizado, mídia e a passagem do tempo. A ficção foi gravada em uma borracharia de beira de estrada em Soledade, cidade natal da produtora Mariana Mêmis Müller. O curta-metragem conta com a atuação impecável de Nelson Diniz, arte de Ana Musa, fotografia de Bruno Polidoro, som de Gabriela Bervian, montagem de Denise Marchi e finalização mais uma vez de Roberto Valduga. 

Conheça a identidade visual dos curtas, criadas por Leo Lage.




segunda-feira, 16 de maio de 2016

Contrastes do Brasil

Contrastes é o mais novo documentário longa-metragem que a Epifania Filmes está rodando nesse ano, em co-produção com Preto Filmes, Ricardo Só de Castro e Christina Dias.

17 de abril de 2016. O amanhecer de um típico domingo em Porto Alegre dá lugar a um entardecer histórico, quando os deputados brasileiros mostraram sua cara ao povo brasileiro e, em nome de Deus, da família e contra uma pretensa corrupção, deram inicio ao golpe que anulou 54 milhões de votos diretos à presidenta Dilma Rousseff.


    

O documentário acompanha a votação dos deputados pelo processo de impeachment a partir do Parcão e da Praça da Matriz, criando relações entre Porto Alegre e Brasília. Ao longo do dia que dividiu o Brasil entre "Petralhas e Coxinhas", realizamos um retorno pela história do Brasil, o que nos ajuda a compreender melhor o momento vivido em 17 de abril de 2016.

 O que veio depois, não importa. O fato é este domingo que se tornou o ponto de virada história da democracia brasileira. 



"Contrastes do Brasil" tem produção executiva de Glauco Urbim e Mariana Mêmis Müller, é roteirizado por Pedro Guindani, dirigido por Boca Migotto e fotografado pelo estreante Joba Miglorin. Tomáz Borges assina o Som Direto. Nas equipes adicionais, Pedro Gusmão e Bolívar Lauda (fotografia), Juan Quintáns e Tiago Mayer (som direto), Marcelo "Tchaca" Baieski e Rodrigo Schuster (produção) e Paulinho Calzia como motorista, além da equipe de captação em Brasília, que contou com Alisson Lopes Machado (produtor e som direto), Petronio Neto (diretor de fotografia), Lucas Gesser (assistente de câmera), sob a coordenação geral de David Alves. Na pesquisa, Mariana Mêmis Müller coordena a equipe formada por Laura Kleinpaul, Giulia Góes, Maria Galant Melgarejo e Marcello Campos.