quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Memórias em Sal de Prata


“Memórias em Sal de Prata” é um projeto de documentário que iniciamos há uns três anos. Nasceu como um filme que contaria a história do Seu Parisi, fotógrafo de Veranópolis, na Serra Gaúcha, apaixonado pelo ofício e pela história. Num determinado momento, percebemos que o Seu Parisi dialogaria perfeitamente bem com outro apaixonado pelas artes visuais, o Seu Camillo, projecionista, técnico cinematográfico e cineasta de Canoas, Região Metropolitana de Porto Alegre. Decidimos aproximá-los em um filme.



Este projeto, o “Memórias em Sal de Prata”, resume e reflete bem a minha opção por trabalhar com documentários e a minha preocupação com a preservação da memória através da produção audiovisual. Esses dois homens, detentores de tanto conhecimento que poderia e deveria ser passado adiante, morreram nos últimos dois meses, carregando junto com eles o conhecimento, a memória, as histórias e os saberes que ambos poderiam ter compartilhado com a gente ainda em vida.
Por isso, reunimos alguns amigos e profissionais (o Bruno Polidoro, o João Gabriel de Queiróz, o Fernando Basso e o Drégus de Oliveira) e decidimos gravar este documentário. Todos aceitaram realizar o projeto sem remuneração, e só assim foi possível gravarmos as entrevistas com eles. Foi assim, na base do improviso, que conseguimos realizar um curta-metragem.

Desejo uma boa viagem ao Seu Parisi e ao Seu Camillo, que eles se reúnam lá no céu com outros homens dignos da nossa memória.




Um comentário:

  1. Meu compadre Camillo, que muito me ensinou a técnica de consertos de equipamentos, desde os anos 60. Grande ser humano. Muito obrigado a vocês por essa homenagem a estes homens do cinema. Jota Pedroso, Canoas. RS

    ResponderExcluir